Hábitos nada saudáveis que você deveria abandonar em 2016

Hi there!

Pensei muito a respeito do que eu deveria escrever para o primeiro post desse ano. Gostaria que fosse algo inspirador para os 365 dias a nossa frente. Acredito que esse post deveria ser algo a tocar vocês e a mim também. <3 Afinal aprendo muito com o blog.

Bom, mas ai quem sou eu para te dizer que é melhor fazer isso ou aquilo nesse ano que se inicia? Eu me vejo, para vocês, como uma amiga! Alguém com quem trocamos ideias e cartas e emails então estamos aqui de igual para igual analisando o que será de 2016.

Depois de ter feito e agendado um super post sobre felicidade para este ano, li um artigo no The Glow, site de life style Australiano que achei que caberia como uma luva aqui para esse nosso primeiro de Janeiro. Então deletei o post agendado e aqui vou fazer um mix de tradução do artigo original com algumas interferências minhas! hahaha

A tradução vai estar em laranjinha para diferenciar dos meus pitacos!

Esse artigo me chamou atenção pois, pelo título, eu achei que fosse algo fitness. E como sabem 2016 vai ser o ano que eu quero de vez abandonar hábitos não saudáveis. Mas para minha surpresa, o artigo falava de algo muito mais intenso. Espero que surpreenda vocês também!

  1. Comparação!
    Você é suficiente! Sim, você!!! Você é real, autêntica e com falhas e nós não gostaríamos de você de qualquer outra maneira! Então pare de navegar pelo seu feed do Instagram comparando seu corpo ou estilo de vida com aquela versão super cheia de filtros e edições apresentadas pelas celebridades e estrelas das mídias sociais!

    001.gif

    Ah gente, eu concordo tanto com isso! Não vou dizer que não tenho esse hábito. É difícil não passear pelo Instagram e comparar minhas roupas, cabelos, unhas e corpo com os exemplos perfeitos que aparecem naquelas fotinhos quadradinhas do feed! Acho que tomar como exemplo a história de vida ou determinação de alguém e usar o Instagram para se inspirar, outra completamente diferente é apenas invejar tudo aquilo.

  2. Julgamento
    Quando estou pensando coisas ruins a respeito de alguém, me critico dez vezes mais por estar fazendo isso. E, de modo geral, me sinto melhor a respeito da vida quando sei que minha mente está cheia de pensamentos bons e intenções boas ao invés de cruéis. Pense nisso como uma faxina geral – para seu cérebro.

    002.gif

    Diz se não é fácil julgar os outros nos dias atuais? Passear pelas mídias sociais pensando “sapato horrível” “cabelo bagunçado” “roupa esquisita”. O fato de estarmos, na maioria das vezes, por trás de uma tela faz com que seja ainda mais fácil julgar os outros. E isso me faz pensar também, no quanto é fácil de esquecer que existe alguém com sentimentos reais do outro lado.

    Nunca aconteceu comigo, mas por várias vezes em 2015 amigas blogueiras minhas receberam comentários malvados e ficaram magoadas. Isso justamente por essa conveniência que é julgar um ao outro. Então vamos julgar menos? Ao invés de criticar o cabelo bagunçado de alguém na foto, perceba que está bagunçado pelo vento de uma linda praia, sei lá! Veja o lado bom das coisas.

    Ah, e isso vai muito além das mídias sociais, claro! <3

  3. Desculpas
    Desculpas são minhas melhores amigas e também minhas piores inimigas. Especialmente quando estou tentando deixar minha vida mais saudável. Eu tenho uma desculpa para todas as coisas, eu não vou correr por conta da chuva. Eu vou comer algo processado ao invés de saudável por que posso ter dor de barriga.

    Ei vou procrastinar na hora de levantar e me alongar, isso porquê eu tenho que saber se Kit Harrington cortou ou não o cabelo. Isso é importante!!! Mas para 2016 eu quero estar mais focada em resolver problemas que criar desculpas.

    Que tal de exercitar com um vídeo do YouTube quando a chuva te impede de correr lá fora. E eu poderia facilmente começar aos poucos em uma dieta com mais vegetais antes de comer uma caixa inteira de folhas de espinafre e passar o dia todo com dor de barriga.
    003.gif
    Eu não tenho nem o que comentar aqui. A Carla GS é minha irmã gêmea australiana, certeza.

  4. Acumulação
    Ao se apegar a itens do seu passado, ou coisas que “podem ser usadas no futuro”, você está na verdade se impedindo de aproveitar a sua vida como ela é agora! Esse é o principal caso de acumular roupas!

    Esse ano eu finalmente doei meu guarda-roupa pré gravidez. Eu sabia que aqueles vestidos tamanho P estavam me fazendo sentir mal com meu corpo G após o neném todas as vezes que eu abria meu armário.

    O mesmo pode ser dito sobre aquela blusinha muito pequena que você comprou numa liquidação e deve ter guardada ai no seu armário com a idéia de um dia emagrecer para caber nela. Se você precisa emagrecer para caber em uma roupa nova, está comprando errado! Viva sua vida e seu corpo hoje, não para o passado ou para o futuro!

    004.gif
    Smaug acumulando ouro

    Esse ano, para mim, vai ser o ano do desapego! Ainda não posso dizer tudo o que vai acontecer mas haverão mudanças na minha vida. E nossa, eu tenho muitas dessas roupas paradonas aqui para um dia que eu emagrecer ou para o dia que eu pinte o cabelo (sim, sou dessas), e quer saber, é verdade! É chato abrir o armário e pensar nas roupas que estão esperando que sua vida mude, vou começar o desapego JÁ!

  5. Extremismos
    Cortar completamente um grupo alimentar ou se submeter a uma dieta louca com exercícios que consomem toda sua energia e te deixam sem vida social só pode significar uma coisa: NETFLIX E COMIDA PORCARIA SE APROXIMANDO!

    005.gif

    Quando eu era mais nova era a rainha dos extremismos, já passei até uma semana inteira só comendo maçã por conta de uma festa que estava chegando. Lógico que isso não deu certo e lá no 6° dia eu estava devorando uma mega hamburguer gordinho e logo depois estava passando mal.

    A medida que fui ficando mais velha – palavras de sabedoria – percebo que o equilíbrio é a melhor coisa. Estava conversando com o Tiago essa semana e chegamos a conclusão de que nosso relacionamento representa um grande equilíbrio e quando formos pais isso vai ser ainda mais evidente. Minha família é italiana, a dele americana. Seremos Italian mommy + american daddy, dois extremos completamente opostos, mas vamos torcer para que esse equilíbrio dê certo com os mini-hillerman! hahahaha

  6. Dicas de saúde vindas de celebridades
    Parece que 2015 foi o ano das dicas de saúde vindas da celebridades inaptas para isso! Teve o nadador olímpico que recomendou cortar derivados do leite para curar uma tosse, a supermodel obcecada em testar o quão alcalina era sua urina e teve a celebridade de reality que disse que pelos pubianos não eram limpos.

    Bom, antes que você faça mudanças dramáticas – ou inconvenientes – no seu estilo de vida, pergunte a si mesmo: Essa pessoa é um médico qualificado ou profissional de saúde?

    006.gif

    Bom, eu dou algumas dicas aqui e no Instagram de saúde e beleza. Mas sempre, sempre digo a vocês que o ideal é consultarem um médico! Meninas, isso é MUITO sério! Teve uma youtuber gringa esse ano indicando uma máscara caseira de canela que levou várias gurias para o hospital.

    Antes de tomar alguma coisa ou fazer alguma coisa que alguém, até mesmo eu, está indicando, sugerindo ou apresentando, converse com seu médico! Isso vale até para exercícios, não saia por ai tentando fazer um Euro Training sem antes perguntar ao seu médico ou consultar um profissional de Educação Física.

  7. Modismos tecnológicos
    Eu tenho uma confissão a fazer: Eu normalmente acredito que uma nova pecinha brilhantes é o que vai me fazer mudar de uma pessoa sedentária a uma magra, saudável máquina fitness.

    Então seja isso um fitness tracker, um novo app ou um juicer. Uma nova compra sempre vai me fazer pensar que estou muito mais perto de ser saudável. Mas a questão é que é necessário muito mais que um pouco de tecnologia. Essa tecnologia deve ser uma ferramenta e não uma solução. Não seja enganada, um novo aparato não é o mesmo que manter uma longa vida saudável.

    007.gif
  8. Pedir desculpas
    Eu não havia percebido o quanto isso era um problema até que minha filha começou a pedir desculpas o tempo todo também! Eu tentei trocar as desculpas por explicações. Não existe razão para se sentir mal por tudo, especialmente quando é para alguma coisa para você!

    008

    Eu li um quadrinho esses dias que falava sobre isso, muitas vezes pedimos desculpa sem razão. Os exemplos que ele trazia eram totalmente aplicáveis e aposto que você já fez isso também, eram coisas de dizer “Obrigada por ter sido compreensivo com meu atraso” ou invés de dizer apenas “Desculpa por ter me atrasado”. Ou dizer “Obrigada por ter me escutado quando eu precisava” ao invés de apenas falar ” Desculpa eu ter te alugado essa tarde”. Quantas vezes não pedimos desculpas por ai quando poderíamos falar outras coisas?

E então? Essas dicas tocaram vocês tanto quanto me tocaram? Fiquei impressionada por ter visto tantos hábitos ruins que quero deixar para trás 100% nesse ano que está vindo! Espero que o ano de 2016 de vocês também passe por um detox e que fiquem só coisas boas!

Agora lá vamos nós para 366 dias de erros e acertos e muita felicidade!

That’s it e até quarta-feira! <3

 

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on RedditShare on Google+Share on LinkedIn

Comments



0 thoughts on “Hábitos nada saudáveis que você deveria abandonar em 2016”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *