Somente o necessário – Sobre consumismo, armário cápsula, minimalismo e muito mais…

Hi there!

Meu armário está cheio de peças que ou eu nunca usei ou usei uma vez e nunca mais tentei usar. O seu deve ter algumas dessas por ai também, é um mal nosso. Quando digo nosso quero dizer geral! As roupas têm chegado até nós com preços cada vez mais baratos, ah e muitas vezes esse preço ou a falta dele tem também uma história bem pesada por trás. Essa facilidade em comprar e consumir acaba trazendo excessos. Pense que anos atrás você teria que encomendar uma peça com a costureira, esperar ela ficar pronta e pagar um bom preço, nessa modalidade, você não teria uma sacola cheia de roupas como é nas fast fashion.

001.gif

Já disse que esse ano uma das minhas metas é organização. E estou trabalhando em cada cômodo da casa focada em eliminar excessos, fiquei bem chocada ao organizar minha penteadeira e ter que jogar fora sacos de produtos que passaram da data de validade sem que eu tivesse conseguido chegar até a metade. Desde o ano passado tenho pensado bastante a esse respeito, será que eu precisaria ter comprado mesmo tudo isso? Para depois ter que descartar? Como alguém que gosta de maquiagem, eu facilmente me deixo levar em comprinhas, sempre com aquela vozinha de “um a mais não faz mal”.

Será que realmente não daria para eu viver com uma ou duas bases, alguns tipos de rímel, cores certas de batons, menos sapatos e menos roupas? Claro que daria, e a chave para o sucesso é se conhecer bem! Saber o que você realmente gosta, saber as cores que conseguem destacar sua beleza, os cortes que te favorecem e etc. Sem dúvidas eu adoraria fazer uma consultoria de estilo, mas ainda não é momento (oi, dinheiro…).

Mas, como uma pessoa decidida a mudar, pesquisei bastante a respeito disso tudo nas últimas duas semanas. Assim eu já vou conseguir fazer essa limpa no armário de maneira mais direcionada, conseguindo repensar algumas peças ou descartando de vez outras. Como já disse, a penteadeira já passou pelas mudanças, muitas coisas fora de validade já foram embora e outras já ganharam novos donos. Vou compartilhar aqui algumas coisas úteis que encontrei pelo caminho!

Para maquiagem:

  • Qual o subtom da sua pele? – Saber identificar pode ajudar muito a escolher bem seus produtos de maquiagem e evitar aquelas compras que ficam encalhadas por razões de “alguma coisa não está certa nessa maquiagem”.
  • Subtons da pele e nomenclatura da MAC – A MAC trabalha justamente com uma nomenclatura que vai levar em conta sua pele, e por mais que você possa ir lá e pedir ajuda para a vendedora na hora de escolher, é bom já ter uma noçãozinha do que esperar.
  • Dicas para escolher batons nudes, vermelhos ou gerais – Bom, batons são universais, sou da opinião de que você tem que usar o que gosta, vivo falando isso por aqui. Mas eu já passei por várias situações de compras arrependidas. Lembram do início dos nudes? Pois é… Até conhecer o Velvet Teddy lá em 2011, errei muito com batons que mais pareciam corretivos! E os rosinhas? Até achar meus tons de malva, também usei alguns batons que vou te contar…
  • Vídeo para ajudar a escolher a base certa!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=GJLxstSfk_g&w=560&h=315]

Moda:

  • Tipos de corpo e como se vestir para cada um deles – ok, essa é mais velha que andar para frente. Eu mesma desde minha tenra idade de ler Capricho já sei esse esquema de corpo isso ou aquilo e roupas para cada um deles. Mas continuo “errando”na hora de fazer compras. Por favor não me entendam mal com “errando”, acho sim que cada um deve usar aquilo que gosta, o que eu quero dizer aqui é que compro peças de roupas que ficam encalhadas justamente porquê na hora de vestir percebo que talvez não tenha sido minha melhor escolha.
  • Guarda-roupa cápsula ou minimalista: Como começar um guarda-roupa cápsula (em inglês) e Como criar um guarda-roupa minimalista. – Essas duas leituras são ótimas tanto para entender o tão conceito do “capsule wardrobe” ou “guarda-roupa minimalista”. Basicamente é ter certeza de que tudo que está ali atrás daquelas portas pode ser usado, tem a ver com quem você é hoje e não com quem você era a alguns anos atrás e que são peças que combinam entre si.
  • Como definir seu estilo e 9 passos para descobrir seu estilo pessoal (em Inglês)  – Parece teste de revista adolescente, mas descobrir seu estilo ou tentar definir um estilo também vai te ajudar a não ter dúvidas na hora de abrir a carteira, ou melhor ainda vai te ajudar a não comprar roupas que depois você pense “putz, mas eu nem gosto disso”. E, sim, isso acontece.
  • Vídeo para ajudar a definir seu estilo:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=fISCZmGzXFQ&w=560&h=315]

Outros links:

 

Por fim, uma coisa que eu acredito que vai me ajudar nessa busca de tirar os excessos e gastar menos é ter um objetivo. Com certeza meu sonho sempre vai ser viajar muito mais, então, se em um ano, ao invés de gastar 500 reais/mês em coisas que talvez eu nem precise eu colocar esse dinheirinho na poupança no final eu já tenho 6mil reais guardados para uma próxima aventura! <3 Animador, não é mesmo?

E então, vocês gostam de posts assim? Posso ir compartilhando por aqui avanços dessa minha jornada tais como desapegos, definição de estilo ou até uma listinha de coisas que gostaria de comprar para montar meu armário. Que me dizem?

That’s it e até quarta! <3

 

Share on FacebookPin on PinterestTweet about this on TwitterShare on RedditShare on Google+Share on LinkedIn

Comments



33 thoughts on “Somente o necessário – Sobre consumismo, armário cápsula, minimalismo e muito mais…”

  • Bem completo e esclarecedor essa sua postagem.

    Algumas coisas que eu faço:
    Quando vou comprar uma roupa nova, tento primeiro verificar se ela vai combinar com o resto do guarda-roupa. Outra coisa também, que se compro uma roupa nova, uma equivalente mais velha sai do meu guarda-roupa.

    Maquiagem eu reduzi demais, justamente por conta do vencimento dos produtos (e eu estar usando apenas marcas que não testam em animais) acabo comprando um tipo de cada produto. Tenho um rímel apenas, um batom bem vermelho, um rosa, um roxo… não várias tonalidades da mesma cor.

    Acho que sou minimalista hahahah

    • Aline amei essa ideia de comprar um e descartar outro! Isso é genial! <3 Pois é, essa da maquiagem, fazer essa limpa me abriu os olhos, tantos produtos descartados… Acho que você é minimalista sim, com certeza é praticante do consumo consciente! 😀
      Beijos!!!

  • Amore, amei o post e principalmente a ideia toda!
    Confesso que preciso parar um tempo e fazer isso, é tanta coisa que compramos sem de fato “precisar” é aquele impulso forte de entrar na loja e comprar e comprar!
    Adorei mesmo
    Vou repensar tudo e analisar minhas “coisas” pra doar e jogar fora

    Beijinhos

    • Pois é o “problema” é esse tal do impulso! 🙁
      Nossa, essa limpa me fez ver quanta coisa eu estava guardando apenas por guardar, ou quanto dinheirinho que poderia ter sido melhor empregado hahaha

  • Só eu que comecei a ler o título do post cantarolando no ritmo da música do Mogli? hahahahahahahaha

    Sabe, Man… eu estou passando por esse tipo de questionamento também! Tenho muitas e muitas roupas que só usei uma vez, outras até com etiqueta aqui!! E acho que o problema maior é isso que você falou de que temos que nos conhecer bem para comprarmos de acordo com o nosso gosto! Desde outubro estou planejando fazer uma limpa no meu guarda roupa e documentar isso no blog! Estou pesquisando bastante também, procurando entender melhor o meu estilo, então acho que ia ser bem legal ler o seu relato a respeito disso também! <3 Adorei o post!!

  • Amanda, tenho feito exatamente isso aqui. Transformei meu armario em um armario-capsula e tenho pensado mil vezes antes de comprar qualquer coisa. Na real, tenho feito uma lista de desejos mental, pensando e repensando o que quero e o que preciso para a próxima estação, como um tennis, por exemplo. Vou estipular um valor e comprar as coisas dessa lista. Assim delimito um orçamento e não caio nas promoções que sempre vemos por ae.
    Outra coisa bacana é sempre procurar saber a procedência da roupa e da marca que você tá comprando. As vezes vale a pena pagar mais por um produto de qualidade, que vai durar mais tempo e ter mais a ver com você.
    Beijos e boa sorte!

    • Oi!! Pois é, essa tal de lista é a melhor coisa que se pode fazer, no segundo vídeo a moça diz que é até bom você definir a coisa nos mínimos detalhes, tipo: moletom cinza, com capuz, de zíper branco e sei lá o que, assim você evita comprar algo diferente do que você realmente estava precisando! Essa de ver a procedência é bem importante, e com certeza pode valer a pena pagar um pouco mais caro mas ter uma peça mais duradoura!
      Beijos!!! <3

  • Também estou tentando me organizar mais esse ano e comprar menos, ao menos roupas. Maquiagem é o que amo e mais gosto de falar sobre no blog, espero poder trabalhar com isso um dia então não me seguro tanto. Com as roupas tenho tido um problema, desde que engordei metade das minhas roupas não me servem mais. Semana passada separei toodas as que não cabem e guardei em outro lugar pra poder usar quando emagrecer. Enquanto isso vou ter que ficar feliz com as que comprei pra usar enquanto não emagreço, daí depois tenho que mandar apertar haha. Muito difícil isso. Adorei os links, Amanda!

    beijo
    http://www.blogbelatriz.com
    YouTube Belatriz
    Facebook Belatriz
    Siga o blog no instagram @blogbelatriz

  • Oi Amanda!
    Olha vou ficar feliz em ler mais posts desse tipo.
    Faz pouco tempo e eu também fiz uma limpa nas minha maquiagens e joguei muita coisa fora, agora estou pensando duas vezes antes de comprar, até que estou me controlando na maioria dos itens, exceto batom, que ainda preciso me controlar.
    Já no quesito roupa, já consigo ser menos consumista e não me deixar levar pelas liquidações e peças em promoção, pois antes eu via algo por 14,99 e já queria comprar, agora estou me controlando. Só acho que não conseguiria ter um armário cápsula, por enquanto.
    Beijos

  • Achei bem legal o post! Algumas pessoas têm falado sobre armário capsula e afins atualmente, mas acho que é a primeira vez que vejo um post com dicas também relacionadas à maquiagem. Bacana isso 🙂

  • Arrasou no post Amanda!!

    Eu tenho me esforçado em relação ao guarda-roupa, e costumo comprar aquilo que realmente amo e que combina com o que já tenho. Já em relação a produtos de beleza, já estou há algum tempo repondo coisas que acabam.
    Evito ao máximo comprar todos os lançamentos que quero testar =x
    E compro apenas quando algo acaba. Por exemplo, minha base de cobertura média está acabando, vou comprar uma outra de outra marca para testar. “)

    Beijinhos…

    • Oi Lila! <3 Ai que bom que gostou do post! É exatamente assim que pretendo me organizar, esperar um produtinho acabar para então repor e não ficar com 9525209348 parados na penteadeira, semana passada joguei três bases que ainda estavam pela metade mas já haviam passado do prazo de validade, que dor no coração e no bolso hahahaha!!
      Beijos!!!

  • Oiii Mandi! Então, depois de ler o post da Carol Burgo, sobre os 5 passos pra definir o estilo, resolvi aplicar – e até contei lá no blog – funcionou super bem. Primeiro eu fui pro pinterest e salvei todos os looks que eu gostava. Depois achei o ponto em comum entre eles e fui pro meu armário ver o que eu já tinha… e o que faltava ainda. E aquelas coisas que eu já não usava mais e que não combinavam comigo, doei. Acho que o fato de eu não ser nada apegada, ajuda bastante e sei que muitas pessoas tem essa dificuldade e se auto aplicam aquele velho discurso “mas pode ser que um dia eu ainda vá usar”… nunca usa. Se eu tivesse feito isso antes, provavelmente não teria comprado uma bota over the knee, de salto, que usei só em uma viagem pra Gramado e nunca mais. Tem coisas que achamos bonito e nem sempre combina conosco, tá ai outra dificuldade. O que me ajudou MUITO foi ter aprendido noções de costura. Nossa… por exemplo: eu a – m – o saias godês, bem a la anos 50, aliás amo tudo o que é vintage. E depois que aprendi a fazer, nossa… gasto 20 reais com o tecido e tenho uma saia nova no armário. Já to num ponto, que fiz uma pra usar num casamento que tenho no final de semana. Outo aliado que tbm ajuda no consumo consciente: brechós! Acho esses posts bem legais sim 😀 Um beeeijo!

    • Que post é esse Ka? Me passa o link depois?
      Pois é essa coisa de comprar pq *acho que…* sempre deu ruim comigo, roupas e acessórios ficam encalhados por ai esperando o dia seguinte chegar hahahahaha
      Eu AMO saias assim também! Queria muito saber costurar e fazer algumas para mim! 🙁
      Beijos!!!!

  • Eu tive uma fase mais aloka do consumismo, mas como nunca tive muita grana, não foi algo muito desastroso. Isso deve ter sido lá pelos meus 15 anos quando eu ligava muito pra “marcas” e coisas assim. Mas logo percebi que não ia rolar esse estilo de vida pra mim e que não tinha nada a ver comigo! Então acaba que sempre foi muito econômica e prefiro investir em coisas que me fazem realmente feliz e que vão ter um longo prazo de duração… Ou que vão ser importantes na minha vida. Então eu tenho um armário bem compacto, maquiagem só tenho o básico de cada coisa e olhe lá e assim sigo vivendo e juntando um troquinho pra alcançar meus sonhos hehe


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    • Oi Thay, acho que todo mundo tem essa fase para depois perceber que não vale a pena né? A minha foi em 2012/2013 até hoje me pego pensando como eu joguei dinheiro pela janela, credo! hahahaha Melhorei bastante, mas acho que ainda tenho muito a avançar!
      Beijos e estou amando acompanhar seu intercâmbio!

  • estamos finalmente chegando a um ponto mais consciente no consumo ne? e quanto mais eu leio, mas vejo que é um caminho sem volta!! ainda quero testar o armario capsula.. só me falta a coragem pra começar a organizar e separar tudo!!! beeeijo :**

  • Achei seu post perfeito e completíssimo!! Esse é um assunto bem complexo!! E eu tenho trabalhado muito a minha mente pra ser aliada ao consumo consciente.
    Quando cheguei dos EUA, doei tudo o que tinha deixado no Brasil, poucos sapatos restaram. Em compensação trouxe tanta coisa, que nem cabe no meu quarto!! Sei que é muito mais do que eu preciso, mas até então todos são itens que eu gosto de usar (quando estão parados é porque não são roupas apropriadas para a estação). Desde que cheguei no Brasil não comprei uma agulha, e nem vou comprar.
    Tenho parceria com lojas da China, portanto sempre recebo peças novas. Por conta disso estou aderindo à ação de entra uma, sai outra. Sempre estou doando alguma coisa. Não dá pra ficar só recebendo e ter um zilhão de roupas que eu não vou dar conta de usar né? Aquela peça que eu considerei “mais ou menos” em mim, sempre acaba indo embora e fazendo outra pessoa feliz.

    Sou louca pra montar um armário cápsula e documentar as minhas escolhas, porque moro em outra cidade pra fazer faculdade e lá tenho um guarda-roupa mt pequenininho, tudo tem que ser bem selecionado e essencial pro meu dia-a-dia: peças de sobrevivência! Só não tive muita paciência ainda pra começar hahah

    Por enquanto, já montei um roteiro sobre como definir/encontrar seu estilo pessoal (só preciso gravá-lo!).

    Eu tenho uma grande compulsão por moda, e gosto de estar ligada nas tendências, mas graças a Deus sou uma pessoa que filtra muito a quantidade de informação que “jogam na nossa cara”. Sempre adquiro aquilo que tem a ver comigo e pronto! Mas mesmo assim, ainda sinto a necessidade de melhorar!! Sempre tem algo que passa despercebido, aquele apego desnecessário às coisas materiais. Mulheres…hahahah

    Escrevi um texto né? hahah Mas é que essa é realmente uma linha que me chama muito a atenção =)

    Um super beijo Amanda!!

    Carol.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *